Webmail UNIVAÇO   Portal Institucional   Moodle Univaço

(1) 2 3 4 ... 20 »
Famevaço : Trabalhos aprovados para Jornada da Liga Acadêmica de Pediatria
Enviado por Visitante
Famevaço : Questionarios de autoavaliação
Enviado por Visitante
Famevaço : Resultados dos estágios extracurriculares
Enviado por Visitante
Famevaço : Edital Jornada Pediatria
Enviado por Visitante
Famevaço : Edital NAEPS
Enviado por Visitante





EDITAL ESTÁGIOS EXTRACURRICULARES 1-2015 SEM FÉRIAS EM VIRTUDE DA COPA

Famevaço : Univaço reafirma compromisso com o Outubro Rosa e apoia a luta contra o câncer de mama
Enviado por Visitante

Univaço reafirma compromisso com o Outubro Rosa
e apoia a luta contra o câncer de mama




De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, as taxas de mortalidade pelo câncer de mama são elevadas, uma vez que a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima dessa faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Estatísticas indicam aumento de sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento.



Como forma de dar mais visibilidade à luta contra o câncer de mama e fortalecer a importância do diagnóstico precoce, a cada ano vem aumentando a adesão ao movimento mundial "Outubro Rosa". A popularidade do movimento alcançou o mundo, motivando e unindo diversos povos na luta contra o câncer de mama. E, assim como em 2013, para adesão à campanha a Univaço ambientou a sua iluminação interna e externa na cor rosa, além de multiplicar o movimento na comunidade.



Para reforçar ainda mais a adesão, hoje (28/10), pela manhã, a Univaço fez um movimento de conscientização e prevenção contra o câncer de mama na Praça 1º de Maio, no Centro de Ipatinga. Na ocasião, foi montada uma tenda no local e feita uma passeata contando com a distribuição de panfletos com orientações sobre a doença.




Outubro Rosa



A ação de iluminar com a cor rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros etc. surgiu como forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicado em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente, fazendo desta uma leitura visual compreendida em qualquer lugar no mundo.



A primeira iniciativa vista no Brasil foi a iluminação na cor rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera), em São Paulo-SP. Essa iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, que, com o apoio de uma conceituada empresa europeia de cosméticos, iluminaram com a cor rosa o Obelisco do Ibirapuera.

Famevaço : Dia da Ciência movimenta alunos na Univaço
Enviado por Visitante

Cada vez mais as instituições de ensino compreendem a importância de sua produção científica, uma vez que é por meio dessa produção que o conhecimento é difundido, democratizado e levado até a sociedade. Segundo informações da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o Brasil é responsável por 2,7% da produção científica mundial, mas ainda ocupa a 58ª colocação entre os países mais inovadores do mundo. Sabendo dessa importância, a Univaço promove todos os anos, o Dia da Ciência.
Várias palestras, minicursos e oficinas rechearam a programação do Dia com a realização de atividades promovidas pelas Ligas Acadêmicas do curso de Medicina. O evento contou com a efetiva participação dos docentes e acadêmicos das 15 Ligas implantadas na Instituição, além de convidados externos.
As atividades promoveram atualizações em diferentes áreas da Medicina, desde temas relacionados à prevenção e promoção da saúde, até técnicas modernas na área de cirurgia.
A abertura do evento aconteceu no auditório Dr. José Torres Alves e contou com as palestras “Diagnóstico de Fratura de Face: Exame Clínico e Radiológico”, ministrada pelo Acadêmico Bruno Moura Alves e Mecanismos do Trauma Craneoencefálico ministrada pelos acadêmicos Breno Gomes Andrade e Laís Simião Garcia.
Nesta edição do Dia da Ciência foram apresentadas palestras e/ou relatos de casos, das seguintes Ligas Acadêmicas – Liga de Avaliação Periódica em Saúde; Liga Acadêmica de Atualidades em Saúde Pública; Liga Acadêmica de Diagnóstico por Imagem; Liga Acadêmica de Educação Médica; Liga Acadêmica de Hepatologia; Liga Acadêmica de Incentivo ao Aleitamento Materno; Liga Acadêmica de Medicina Psicossomática; Liga Acadêmica de Medicina de Urgência e Emergência; Liga Acadêmica de Neuropsiquiatria; Liga Acadêmica de Oncologia; Liga Acadêmica de Pediatria e Neonatologia; Liga Acadêmica de Procedimentos de Suporte Básico, Acesso Venoso e Monitorização; Liga Acadêmica de Suporte Ventilatório em Urgências; Liga Acadêmica de Toxicologia; e Liga Acadêmica do Trauma.

Famevaço : Horário de prova final 2014/2
Enviado por Visitante
Famevaço : Entidades médicas pedem padronização de termos usados em diploma de medicina
Enviado por Visitante

*Da redação* - O Globo - 07/10/2014 - Rio de Janeiro, RJ


O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Educação
Médica (Abem) querem que as 242 escolas médicas do país utilizem apenas o
termo “diploma de médico” nos documentos que atestam a conclusão da
graduação de medicina. Para isso, as entidades formalizarão um pedido junto
ao Ministério da Educação, já que atualmente as instituições podem usar,
além do referido termo, o título de `bacharel em medicina`.

Segundo a assessoria do CFM, muitos profissionais têm relatado dificuldade
em obter equivalência de diplomas em outros países, quando tentam
frequentar cursos de pós-graduação e programas de intercâmbio. Isso porque
as instituições exigem uma tradução juramentada dos certificados e, em
muitas nações, não existe o termo “bacharel em medicina”.

Em função disso, algumas instituições chegam a recusar os documentos dos
profissionais brasileiros ou fazem com que precisem encarar uma série de
burocracias para comprovar a equivalência entre os dois termos.

A solicitação diz respeito ao que o CFM classifica como um impasse gerado
pela publicação do parecer 25/2014, do Conselho Nacional de Educação (CNE),
no qual expressa o entendimento de que no diploma do egresso deveria
constar a nomenclatura “Bacharel em Medicina”, apesar de reconhecer a
igualdade da qualificação entre os títulos de médico e de detentor de
bacharelado.

Além de pleitear o pedido junto ao MEC, o CFM informou que também já está
acionando as universidades para que deixem de adotar o termo `bacharel em
medicina`.

Por meio de nota publicada no Facebook, o CNE informou ter estabelecido uma
equivalência legal entre as duas denominações, `médico` e `bacharel em
medicina`, embora a denominação `médico` seja a mais usada
tradicionalmente. Segundo o órgão, as universidades têm autonomia para
adotar a denominação que preferirem. No âmbito do MEC, não há discussão
sobre o uso dessas denominações.

Famevaço : DIA DA CIÊNCIA 2014
Enviado por Visitante
Famevaço : Inscrições para as Disciplinas Optativas no Moodle.
Enviado por Visitante
Famevaço : Univaço firma convênio Internacional
Enviado por Visitante

A parceria foi realizada por meio do Centro de Direito Biomédico, da Universidade de Coimbra



Em busca da internacionalização de seu ensino e de aprimoramento do ponto de vista acadêmico, a Univaço oficializou um convênio com a Universidade de Coimbra. O professor André Gonçalo Dias Pereira da instituição portuguesa veio à Ipatinga exclusivamente para a assinatura de um protocolo de intenções como forma de firmar o intercâmbio. O diretor geral da Univaço, Dr. Nicolau de Carvalho Esteves, também participou da solenidade.



O diretor acadêmico da Univaço, José Carlos de Carvalho Gallinari, explica que as novas Diretrizes Curriculares do Curso de Medicina, publicadas recentemente, estimulam, dentro de seu texto, que as escolas procurem se internacionalizar e coloca isso como valor de referência da instituição do ponto de vista acadêmico, de buscar o conhecimento de outras instituições. “Visando adiantar esse passo, a Faculdade de Medicina, que está numa fase madura, bem organizada, por meio de contatos que temos, buscamos essa internacionalização em convênio com a Universidade de Coimbra”, resumiu Dr. Gallinari.



De acordo com o diretor acadêmico esse é um passo importante, pelo vínculo com uma instituição de tradição na Europa. “Felizmente, a universidade está em um local onde temos muito de nossa cultura, de onde veio nossa colonização.”



O coordenador do curso de Medicina, Dr. Eric Bassetti, pontua que a questão das diretrizes curriculares é recente e as escolas têm até 2018 para implantar as mudanças. Entretanto, a Univaço pretende fazer isso o quanto antes. “O currículo do nosso curso já é muito próximo do que exigem as novas diretrizes. Mas esperamos que, o mais cedo possível, estejamos em conformidade com as alterações”, destacou.




Com a internacionalização, observa, a ideia é que o aluno tenha a oportunidade de vivenciar outros cenários para o aprendizado. “Até então, esse aluno ficava muito preso dentro da escola. Mesmo nos estágios que existiam nas diretrizes curriculares anteriores, poderia fazer no máximo 25% do estágio fora da unidade federativa. Temos alunos da Bahia, por exemplo, e se quisessem fazer parte do estágio que é obrigatório fora daqui, só um quarto poderia ser feito em seu Estado de origem”, relatou.



Com as novas diretrizes, foram ampliadas as possibilidades, incentivando o aluno a fazer a complementação dessa carga horária em outras instituições de ensino. A mudança é considerada importante pelo coordenador e contribuirá para a formação dos médicos. Bassetti recorda que o governo federal deu início a essas possibilidades com o programa Ciência Sem Fronteiras, mas a iniciativa esbarrava no idioma. Grande parte dos alunos de ensino superior não domina outro idioma que não o português, o que levou a outro programa, o Inglês Sem Fronteiras, na tentativa de que o aluno de curso superior domine o idioma para ter acesso a países de língua inglesa. “Em Portugal, temos a facilidade do idioma e essa é uma oportunidade tanto para alunos quanto para os professores realizarem esse intercâmbio”, aponta o coordenador do curso.



A coordenadora de ensino da Univaço, Drª Letícia Guimarães Carvalho de Souza Lima, acrescenta que a Faculdade segue uma tendência mundial das melhores escolas, de proporcionar aos alunos a oportunidade de conhecer escolas e culturas diferentes. O convênio abrirá caminho também para receber alunos da Universidade de Coimbra. “A tendência das melhores faculdades é proporcionar essa oportunidade de formação mais globalizada ao aluno. Acredito que seja importante promover esse tipo de experiência”, avaliou.


Famevaço : XII Jornada Acadêmica da Saúde e III Congresso de Atualidades Médicas do Vale do Aço
Enviado por Visitante

Medicina de Urgência e Emergência. Esse foi o tema da XII Jornada Acadêmica da Saúde e III Congresso de Atualidades Médicas do Vale do Aço, que foram realizados nos dias 21 e 22 de agosto, no Teatro do Centro Cultural Usiminas.

O evento, realizado pela Univaço e Associação Médica do Vale do Aço (Amvaço) com apoio da Academia Mineira de Medicina, foi destinado aos docentes e discentes do curso de Medicina da Univaço e extensivo aos profissionais de saúde da região.

Nos dois dias de evento a programação incluiu palestras e mesas redondas, oportunizando a realização de debates de temas que estão em voga no contexto da Medicina de Urgência e Emergência, contando com a presença de profissionais da região e de outros estados brasileiros, para aprofundar nas discussões e temas propostos.

O evento criou um ambiente favorável à participação dos discentes na apresentação de trabalhos orientados, e dos docentes, mediante apresentações de teses e artigos publicados.

A XII Jornada Acadêmica da Saúde e III Congresso de Atualidades Médicas do Vale do Aço foi um evento aberto aos profissionais de saúde da região e demais interessados no assunto.

Famevaço : Resultado do Processo Seletivo de Monitoria 2º/2014
Enviado por Visitante
Famevaço : Univaço comemora o Dia dos Estudante promovendo um festival de talentos
Enviado por Visitante

Na ocasião também houve uma homenagem aos pais




Muito entusiasmo, alegria e música invadiram a tarde da última sexta-feira (08/08) da Univaço. Em comemoração ao Dia do Estudante (11/08) e também ao Dia dos Pais, os alunos do curso de Medicina participaram do II Festival de Talentos.



A abertura do Festival contou com uma homenagem aos pais feita por um convidado externo, e logo em seguida os alunos iniciaram suas apresentações. As habilidades vocais e instrumentais surpreenderam a todos os alunos, professores e funcionários presentes.



Cada participante teve a oportunidade de mostrar o seu talento interpretando até quatro canções dos mais variados artistas brasileiros e internacionais, passando por Dorival Caymmi, Djavan, Elton John, Lionel Richie, O Rappa, Cássia Elier, Adriana Calcanhoto, Oasis, Jorge e Mateus, Marcos e Bellutti e Thaeme e Thiago.



Além de comemorar o Dia do Estudante, o objetivo do evento foi trabalhar a arte e a cultura como grandes propulsoras do desenvolvimento social, e estimular a produção cultural dos alunos, promovendo a integração da comunidade acadêmica.
Ao final das apresentações todos os participantes ganharam um prêmio especial de incentivo.

(1) 2 3 4 ... 20 »